Acupuntura em crianças, uma alternativa de tratamento

acupuntura-tratamento-criancas-sus

Quando uma paciente de 5 anos de idade, começou o tratamento de vitiligo com acupuntura, há 1 ano e meio, tinha um pouco de medo das agulhas. Mas a médica disse que iria colocar ‘anteninhas’ nela. Segundo o pai da menina, essa forma de explicar o tratamento fez toda a diferença, e a redução das manchas na pele da filha é visível.

O tratamento é feito a cada 15 dias. Márcia Yamamura, especialista em acupuntura pediátrica, diz que não existe idade mínima para começar o tratamento com acupuntura. “A partir do nascimento já pode fazer. ” No entanto, segundo ela, alguns pais ainda temem que o bebê sinta dor com a acupuntura.

Tanto o instrumento quanto a técnica utilizadas em bebês são diferentes das aplicadas em adultos. No geral a agulha é mais fina, tem um tamanho diferente, inclusive os pontos são diferentes. Um adulto fica parado com agulhas por 30, 40, 50 minutos, já o bebê, não. Há também há cuidado com região das moleiras na hora de fazer o agulhamento.

O tratamento pode ser custeado pelo SUS e possui cobertura dos convênios médicos. No primeiro semestre de 2016, somente no estado de São Paulo, foram realizadas 225.508 sessões. Estudos realizados mostram os benefícios da acupuntura na prevenção da hipoglicemia, infecções em recém-nascidos de alto risco e no tratamento da asma, rinite e hiperatividade.