Alta tecnologia aliada a saúde

alta-tecnologia-medicina-saude

O bom uso da tecnologia e da criatividade resulta em diagnóstico e tratamento mais precisos e eficientes nos serviços de saúde. Para isso, é necessário unir boa formação, pesquisa e recursos de ponta, interativos e digitais.

“O profissional deve estar atento a esse universo, saber explorá-lo e entender como pode garantir ao paciente maior acesso à saúde de qualidade”, diz José Otávio Costa Auler Jr., diretor da faculdade de medicina da USP.

Os aparelhos são cada vez mais sofisticados. Um exemplo disso são as impressoras 3D, que criam próteses perfeitas e réplicas de órgãos e fetos. Há também os óculos de realidade virtual, que transportam especialistas e pacientes para dentro do corpo humano e ajudam em exames e outros procedimentos, aplicativos e jogos que promovem boas práticas médicas e até mesmo robôs que simulam reações, como dor e febre.

O consultor em novas tecnologias do Hospital Israelita Albert Einstein, Marcelo Félix, considera fundamental o estreitamento entre saúde e tecnologia. “A interface entre os dois mundos aumenta o valor médico dos produtos de inovação e possibilita o desenho de algoritmos para a melhoria da prática médica.”