Curso de oratória e entrevista de emprego

Curso de oratória entrevista de emprego

Curso de oratória e entrevista de emprego

Cada dia de forma mais intensa, ampla e frequente, a capacidade de comunicação das pessoas influencia no seu sucesso pessoal e profissional. Dai a importância de um bom Curso de Oratória.

Saber o que falar, quando falar e como falar faz toda a diferença. Quer para crescer na carreira, como na hora de uma entrevista de emprego.

A dificuldade de comunicação é uma das habilidades mais valorizadas pelos recrutadores na hora de selecionar candidatos.

Quem sabe se expressar com clareza e se comunicar bem, sai na frente. E com uma larga vantagem.

Mas como fazer para ter uma boa capacidade de interlocução na hora de ser entrevistado? Existem técnicas, exercícios e dicas que podem ajudar muito.

Tem pessoas que são tomadas pelo medo, pela ansiedade e que travam na hora de falar em público, ou quando são entrevistadas. Então, para essas pessoas, é chegado o momento de buscar ajuda profissional.

Mas onde encontrar auxilio?

Um bom curso de oratória pode ajudar muito na hora da entrevista de emprego

Pesquisas publicadas por grandes Universidades e mesmo por importantes revistas, referem que mais de 80% das pessoas tem medo de falar em público.

E que esse medo de falar em público é o campeão disparado entre todos os outros medos (de altura, de bichos peçonhentos, da morte, etc.).

Esse é um dado assustador, não é mesmo? Você está dentro desta estatística?

Isso pode estar atrapalhando sua carreira e mesmo sua vida pessoal, sabia? Leia mais sobre o medo de falar em público .

Não é por acaso que nos países desenvolvidos, já no ensino fundamental e depois no curso de toda a formação universitária, existem cadeiras específicas ensinando oratória.

Nas escolas e nas Universidades brasileiras, pouco ou nada se ensina sobre técnicas de argumentação.

Então, não resta aos interessados outro caminho, que não encontrar um bom Curso de Oratória para buscar o apoio necessário na hora de conquistar um bom emprego.

Dicas uteis para a hora da  entrevista de emprego

Algumas dicas muito úteis na hora de buscar o emprego podem ser facilmente aprendidas por qualquer pessoa.

Ou seja, como se comportar numa entrevista de emprego. Vamos ver quais são:

Uma delas é manter a calma. Mas, afinal, como se faz isso, se não tenho controle sobre o meu sistema nervoso?

Um bom exercício é fazer uma respiração pausada e profunda. Por pelo menos cinco ou dez  minutos antes de entrar para entrevista.

Outra dica muito legal, é se vestir com uma roupa sóbria, não exagerando nas vestimentas informais. Usar trajes clássicos.

Estar bem asseado, com cabelos alinhados, unhas aparadas, bom hálito (nunca mascar chicletes) e não exagerar no perfume.

Importante, também, é saber para onde está indo… Certa vez, quando fazia a seleção de pessoas para um determinado cargo, entrevistei um rapaz muito bem preparado.

A primeira pergunta que fiz foi se ele conhecida a empresa para a qual  estava se candidatando a trabalhar. Era uma empresa conhecida na cidade.

Ele respondeu que não sabia nada sobre a companhia. Nem mesmo lembrava o nome. Pode?

Se você for fazer uma entrevista de emprego, além de falar e se comunicar bem, precisa saber o báscio sobre a empresa contratante.

Todas as informações, na esmagadora maioria das vezes, estão disponíveis na internet. Basta ter interesse e pesquisar com antecedência.

É muito importante que você demonstre conhecimentos básicos sobre o cargo para o qual está se candidatando.

Outro detalhe muito importante, é evitar o uso de gírias e cacoetes de linguagem (como por exemplo: “mano”, “né”, “tipo assim”, “com certeza”).

Então usar palavras difíceis ou palavrões? Jamais…

Fuja de questões polêmicas de natureza religiosa, políticas, de gênero, etc. Diante de uma pergunta embaraçosa, não tenha medo de responder que não tem opinião sobre o assunto.

A postura  para fazer uma boa entrevista de emprego

Manter uma postura ereta, sentando-se de forma elegante, também conta pontos. Iniciar a conversa se apresentando, dando informações básicas, tais como: nome, idade, onde mora, qual a formação, ajudam muito.

Agradecer pela oportunidade soa educado e simpático. Se tiver um cartão de visitas com seus dados pessoais é um excelente diferencial.

Nunca falar da vida íntima ou pessoal. Muitos entrevistadores tem formação em psicologia, mas naquele momento, o recrutador não é seu psicólogo.

Jamais criticar antigos empregos ou empregadores. Sob hipótese alguma inventar ou mentir. Os recrutadores experientes pescam isso na hora.

Olhar o recrutador nos olhos e ser direto e objetivo nas respostas também conta pontos, que podem ser valiosos na hora da escolha para contratação.

Ter alguma espécie de conhecimento privilegiado é uma forte moeda social durante uma entrevista de emprego.

E uma boa moeda social é você saber discorrer um pouco sobre os atributos que possui e no que eles se enquadram para a vaga ofertada. Isso é sensacional!

Especialmente na área de saúde, um bom histórico de formação e/ou uma boa experiência anterior, contam muito.

No mercado de saúde, para muitas profissões, há sempre maior oferta do que procura.

E a experiência e o preparo, podem ser um ótimo diferencial competitivo na hora da entrevista de emprego.

Vamos falar de salário?

Dessa forma, se você está procurando emprego é porque tem interesse no salário, não é mesmo?

Em suma se o salário não fosse interessante, você buscaria um trabalho voluntário.

Assim sendo você  tem que ir para a entrevista sabendo o que o mercado paga para a vaga em oferta.

Em suma, a menos que sua necessidade seja extrema, já vá preparado com uma noção das suas necessidades salariais.

Você pode dizer que pretende crescer na empresa; que tem interesse em se esforçar para atender as necessidades do empregador.  De modo que, como referi acima, tem pessoas que travam na hora de falar sobre si, sobre suas aptidões e sobre seus anseios.

Para essas pessoas, recomendo com absoluta segurança, que busquem ajuda profissional e que façam um Curso de Oratória.

Em suma,  a menos que o emprego que você procure precise de alguma habilidade de comunicação, como exigido de vendedores, gerentes de projetos, advogados e outras profissões afins, um curso bem formatado que lhe ofereça os fundamentos básicos, exercícios e dicas, já estará valendo muito a pena.

Então, mãos a obra! Todos podem aprender a se comunicar com um pouco de disciplina, foco e determinação.

O emprego que você procura, pode estar mais perto do que você imagina, e de ouvidos bem abertos esperando você dizer o que quer!

 

Luiz Carlos Nemetz  – Advogado e Professor