Demência pode mostrar sintomas até 9 anos antes do diagnóstico, diz pesquisa

Brain Aging

Mudanças constantes de humor podem ser um sinal prematuro de demência, revelou uma nova pesquisa.

O estudo, realizado pela Universidade College London, no Reino Unido, envolveu pacientes com demência frontotemporal. As descobertas foram publicadas na revista científica Journal of Alzheimer’s Disease.

Questionários preenchidos por amigos e familiares dos 48 pacientes revelaram que muitos observaram uma instabilidade no humor antes de a demência ser diagnosticada.

Uma característica constatada, por exemplo, era rir inadequadamente em eventos trágicos.

Especialistas dizem que mais estudos são necessários para entender como e quando as mudanças de humor podem agir como um indício da demência.

Há diferentes tipos de demência, sendo a demência frontotemporal uma das mais raras.

A área do cérebro atingida pela doença é responsável pela personalidade e pelo comportamento, e as pessoas que desenvolvem esse tipo de doença perdem sua inibição, tornam-se mais impulsivas e têm dificuldades em situações sociais.

Para realizar a pesquisa, a cientista britânica Camilla Clark e sua equipe recrutaram 48 pacientes com demência.

Em seguida, eles perguntaram a amigos e familiares desses pacientes para avaliar o gosto deles por diferentes tipos de comédia ─ da comédia pastelão, como Mr. Bean, à satírica ou absurda, como Monty Python, além de exemplos de humor em situações impróprias.

Praticamente todos os que responderam à pesquisa afirmaram que, olhando para trás, eles haviam percebido uma mudança significativa de humor nove anos antes de a demência ser diagnosticada.

Muitos dos pacientes haviam desenvolvido um senso de humor obscuro ─ por exemplo, rir em eventos trágicos da vida de outras pessoas ou no noticiário.

Ainda segundo o estudo, pacientes com demência também tendem a preferir comédias pastelão à satírica, quando comparados com 21 pessoas de idade semelhante.

Simon Ridley, do Alzheimer’s Research UK, ONG de prevenção e combate ao Mal de Alzheimer, recomendou que as pessoas busquem apoio médico ao notar qualquer sinal de mudança de humor brusca.