Inaugurado novo tipo de hospital nos EUA

MetroHealth systems recently opened a new health and surgery center in Brecksville, OH, which focuses on paitent recovery and does not offer overnight patient stays. Dustin Franz/ Stat News

A mudança da natureza dos cuidados de saúde e o desejo dos pacientes por conveniência deram origem a formatos de cuidados não tradicionais, tais como “micro-hospitais”, e mais recentemente os chamados “hospitais bedless” (sem leitos). Esse tipo de hospital têm as mesmas características hospitalares padrão, incluindo salas de infusão, e até emergências, mas não oferece leitos para o período da noite.

O MetroHealth System, em Cleveland (EUA) recentemente inaugurou uma unidade deste tipo ao custo de 48 milhões de dólares. O CEO da instituição, Akram Boutros, disse que a equipe espera atender 3 mil pacientes no primeiro ano de operação. “Reduz custos e o risco de infecção,” disse. E complementa: “as pessoas vão para casa mais rápido e ficam em um ambiente menos perigoso, onde tendem a ficar melhor em um menor período de tempo.”

A consultoria Frost & Sullivan destacou em um relatório que o crescimento de tais instalações é devido ao aumento da demanda pelo uso de serviços ambulatoriais. Muitas vezes, estas estruturas compensam pelo menor custo do cuidado comparado aos regimes de internamento mais custosos (Unidade de Tratamento Intensivo).

Outros questionam se o aumento de instalações ‘bedless’ significa um menor poder de investimento em instalações para pacientes com necessidades de tratamento complexos. “O crescimento do número de prestadores de cuidados ambulatoriais, valores remuneratórios reduzidos e modelos de pagamento com base na qualidade têm exigido dos CEOs de sistemas hospitalares iniciativas para a criação de novos modelos de prestação de cuidados”, apontou o relatório.