Mudanças em favor da medicina e da sociedade

revisão-ética-médica

O Conselho Federal de Medicina (CFM) e os Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), com a participação de médicos e suas entidades e de movimentos organizados da sociedade, iniciaram no primeiro semestre de 2016, o processo de revisão do atual Código de Ética Médica, em vigor desde 13 de abril de 2010. Assim, o Código de Ética Médica vigente, que trouxe importantes inovações como a previsão de cuidados paliativos, o reforço à autonomia do paciente e a abordagem de regras para reprodução assistida passará por profunda análise com o objetivo principal de aperfeiçoá-lo em função dos mais recentes avanços técnico-científicos ocorridos no âmbito das relações humanas, profissionais e sociais. Dentro desse processo, esta plataforma é um espaço destinado à classe médica e aos devidos interessados para acompanhamento passo a passo dos trabalhos em curso, bem como apresentação dos responsáveis pelo seu andamento e acolhimento de contribuições que visem a defesa dos princípios éticos e bioéticos das práticas médicas e seu aperfeiçoamento. Com o objetivo de garantir participação qualificada, um processo de Consulta Pública foi aberto para que médicos e Entidades Organizadas da Sociedade Civil interessados possam expressar suas opiniões e sugestões. O CFM reafirma seu compromisso com o diálogo e com a construção de um Código de Ética Médica que esclareça, oriente e auxilie os médicos brasileiros na busca de uma prática embasada em princípios éticos e regras morais dignas de sua profissão. Desejamos inspirar e sensibilizar os demais setores da sociedade para o compromisso pela promoção e defesa da dignidade humana e alta qualidade de vida.
Fonte: Conselho Federal de Medicina